quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Músicos em Oração na Arquidiocese do Rio

23/11/2011
Raphael Freire





Na última terça-feira, 22 de novembro, Dia de Santa Cecília – Padroeira dos Músicos – a Arquidiocese do Rio de Janeiro e a Rádio Catedral FM 106,7, com o apoio da Casa do Violão, realizaram o evento “Músicos em Oração”, primeiro encontro dos músicos católicos do Rio de Janeiro com o Arcebispo, Dom Orani João Tempesta. Além da Missa, os músicos tiveram a oportunidade de participar de um momento de oração e partilha, com o testemunho da cantora Adriana.

Dom Orani agradeceu aos aproximadamente 300 músicos que participaram do encontro, afirmando que o trabalho e a missão de evangelizar passam por muitos caminhos, sendo a música um dos meios que mais agrada, em especial, à juventude. O Arcebispo ressaltou ainda que a música sempre fez parte da Igreja na sua liturgia e também na sua pastoral, iniciando com os Salmos cantados, passando pela música gregoriana e chegando até os dias de hoje com uma diversidade de ritmos e possibilidades.

— Já faz algum tempo que nós havíamos pensado e refletido que existe algo comum a todos que estão aqui, e, com o avanço dos trabalhos, começava a surgir um certo tipo de encontro e de uma organização – que não sufocasse evidentemente as iniciativas – com aqueles que evangelizam e ajudam a evangelizar através do carisma que receberam, servindo a Deus, a Igreja e ao povo com a música. E creio que, o dia de hoje, dia de Santa Cecília, é um momento em que nós queremos começar um trabalho de comunhão, afirmou Dom Orani.

Para o Reitor do Santuário Cristo Redentor e responsável, juntamente com o Cônego Manuel Manangão, pela música na Arquidiocese, Padre Omar Raposo, a música é fundamental para a evangelização e o encontro trouxe para os músicos a importância da oração e da unidade enquanto Igreja.


— Sem dúvida nenhuma a música na Igreja tem duas finalidades muito bem definidas: a primeira, o louvor a Deus, e a segunda a edificação dos fiéis. E para que, de fato, o louvor a Deus seja consistente e a edificação dos fieis seja plena, nós precisamos nos formar e precisamos rezar juntos. (...) Hoje, Dom Orani, que traz no lema “que todos sejam um”, congrega na unidade e no amor todos os músicos e cantores que tem uma sensibilidade musical e que já prestam um serviço às diversas paróquias de nossa cidade; então, é uma oportunidade pra gente poder rezar juntos, celebrar a vitória de Deus e a Jornada Mundial da Juventude que está chegando, disse Padre Omar.

O encontro contou com a presença de músicos não só da cidade do Rio de Janeiro mas também de cidades vizinhas, como Niterói e Maricá, e até de outros Estados, como Minas Gerais. Mas um diferencial do evento foi a participação de diversos músicos seculares, que cantam na noite e que quiseram participar do encontro para ouvir um direcionamento e uma palavra do Arcebispo. Para o locutor da Rádio Catedral e autor do nome do encontro – “Músicos em Oração” – Ricardo Franco, é muito importante que os músicos seculares também ouçam a voz de Dom Orani.

— Eu achei muito bacana a ideia deste encontro, desde que eu soube que haveria, porque uma coisa é o Arcebispo falar pela Web TV ou pela televisão se dirigindo aos músicos, e outra é o encontro pessoal, cara a cara, isso faz uma diferença muito grande. (...) Aqui não temos apenas músicos da Igreja que tocam músicas católicas, mas também temos músicos seculares e é muito importante que eles ouçam do Arcebispo a missão que eles têm, ressaltou o locutor.


Já a cantora da banda “Barrados no Baile”, Tatty Caldeira – que trabalha no meio secular desde 2003 e começou a cantar na Igreja com dez anos de idade – acredita que o evento veio para unir cada vez mais os músicos e a Arquidiocese do Rio.

— Essa iniciativa foi maravilhosa porque os músicos em geral estavam precisando de um incentivo para estar mais juntos de Deus e unidos com a Arquidiocese, e foi uma alegria muito grande ver esse auditório lotado. (...) Eu estou muito feliz de poder estar aqui hoje, como católica, porque muita gente reclama dizendo que só os evangélicos se reúnem, só os evangélicos estudam música e não é isso que acontece, os católicos estão presentes sim e a música católica está crescendo no Rio de Janeiro, no Brasil e no mundo, afirmou Tatty.

Para os cantores católicos Eric Guimarães e Olívia Ferreira, o encontro representa uma nova etapa para os músicos da Arquidiocese do Rio de Janeiro, tendo cada vez mais presente a oração, a Palavra de Deus e a unidade entre os músicos e a Igreja.

— Esse encontro que Dom Orani nos convocou – porque sendo a voz do nosso pastor só pode ser uma convocação – é de imensa importância, porque necessitamos dessa voz do pai como diz o próprio Jesus: “as minhas ovelhas reconhecerão a minha voz”. E tendo a voz do Dom Orani nos falando tão diretamente é uma maneira de direcionar nosso trabalho, nosso ministério, e dizer, de certa forma, pra Deus, que estamos aqui ouvindo a sua voz, entendendo aquilo que Ele quer e deseja de nós, disse Erick.

— Eu estou muito feliz de estar aqui e tenho certeza de que é um sonho do coração de muitos, pois há muito tempo nós esperávamos por um encontro onde nós pudéssemos estar todos reunidos, especialmente com o nosso bispo. E agora chegou a nossa vez, chegou a vez dos músicos do Rio de Janeiro e eu estou muito feliz por poder fazer parte desse momento histórico, ressaltou Olívia.


Uma Missa de encerramento foi presidida pelo Arcebispo do Rio, Dom Orani João Tempesta, e logo após um violão elétrico Crafter (cutway) foi sorteado entre os participantes. O ganhador, que estava acompanhado de sua mãe, foi Thiago Rodrigues, da Paróquia São Miguel Arcanjo, em Colégio.

*Fotos: Raphael FreireFonte: Portal da Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro



Rádio Catedral
18 anos de evangelização


+ Notícias
. Literatura católica
. Missa em Ação de Graças pela Pastoral do Trabalhador
. 11° PPC na Assembléia Arquidiocesana
. Vida em Sobriedade
. Padre Reginaldo Manzotti encerra a Festa de Cristo Rei

Nenhum comentário:

Postar um comentário