quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

São Sebastião: Mensageiro da Paz - 4º dia da Trezena

Texto enviado por Andrea Paula Paiva do Nascimento da Paróquia de São Geraldo e Rosana Noronha Ramalho da PASCOM da Paróquia de Nossa Senhora da Conceição de Ramos

A fé é dom de Deus como também uma opção pessoal que leva o homem a ter Cristo como valor supremo de sua vida através da acolhida de Sua Palavra. Dessa forma, todo conforto, toda realização pessoal, todas as riquezas, cedem lugar ao único e verdadeiro amor: Jesus Cristo.
O sangue dos mártires é a semente que suscita novos cristãos comprometidos com essa verdade. E em São Sebastião temos a semente que faz brotar em nós a fé, a perseverança, a confiança no amor de Deus através da acolhida e vivência do Evangelho. O fruto que nasce dessa semente é o homem novo possuidor da vida plena de felicidade por estar verdadeiramente comprometido com o Plano de Deus.
A forma como São Sebastião viveu seu duplo martírio, e não morreu, sua alma espiritual está na glória de Deus que o tornou um grande intercessor da humanidade ,principalmente na cidade do Rio de Janeiro, que o consagrou padroeiro.
A Visita Missionária realizada no dia 10 de janeiro de 2011, 4° dia da trezena de São Sebastião, teve como objetivo principal conduzir a réplica da imagem de São Sebastião até a presença daqueles que por motivos diversos encontram-se impedidos pela doença ou privados da liberdade cumprindo a Palavra que diz:” Quando foi que te vimos doente ou preso, e fomos te visitar? ’ Então o Rei lhes responderá: ‘Eu garanto a vocês: todas as vezes que vocês fizeram isso a um dos menores de meus irmãos, foi a mim que o fizeram.’”(Mt 25, 39s)
Foi com esse espírito missionário que vimos muitas manifestações neste quarto dia da trezena, iniciando pelo hospital Federal de Bonsucesso, pessoas doentes sedentas pela benção de Deus.

Em sua visita Dom Orani visitou as crianças internadas, desejando-lhes a restituição da saúde com a benção de Deus e com ela, a Paz que São Sebastião traz e lhes disse que flechas dão medo, mas não devemos esmorecer diante da dor e sim buscar Deus.

A Enfermeira Fátima que trabalha no setor de pediatria ao ser entrevistada, emocionada, nos fala que toda benção é válida, ainda mais trabalhando com crianças tendo diversas patologias clínicas. -“Essas crianças e mães precisam muito da benção do Senhor para se fortalecer.”
A mãe Cristina muito alegre diz :”_ Senti que minha filha será curada e logo sairemos dali “.( sua filha estava queimada em seu corpo infantil).
Ao finalizar sua benção, Dom Orani desejou que Cristo seja O grande farol a nos apontar a estrada certa nestes tempos que, às vezes, nos parecem tão difíceis e como São Sebastião, cujo belíssimo exemplo de constância ao amor a Jesus não se deixou abater pelas flechadas a ele dirigidas, pois preferia perder a sua vida por Aquele que se entregou por nós; ele nos dá o exemplo e a força, não nos entregar, mas lutar e vencer o mal.
A diretora do hospital muito emocionada agradece a visita de São Sebastião diz que é sempre muito bom receber visita de quem traz a Paz.


Em peregrinação do Santo Mártir pelas ruas observamos várias manifestações populares, como: fazendo o sinal da cruz diante da imagem de São Sebastião,pessoas admiradas olhando , como se pedissem uma benção, ficavam atônitas olhando ,vendo a imagem passar.
Ao ser visitado o Instituto Padre Severino em nossa caminhada missionária ouvimos do Padre Giovane, o trabalho que a Pastoral carcerária desenvolve junto aos internos,onde há um grupo que faz acompanhamento religioso assistindo os menores infratores ,onde a palavra de Deus é uma “revitalização” da fé.


Em conversa com dona Lenita, secretária técnica do Instituto, nos contou que essa iniciativa missionária da trezena de São Sebastião era muito boa, pois falta Deus na vida desses menores. No final do ano houve uma missa aqui com Dom Orani, como haviam meninos tocados por Deus, chorando, como se pedissem perdão pelos seus pecados.Que esses momentos não fossem esporádicos,mas constantes. Deveria ter mais oportunidade como essa, dos meninos orarem, pois faz muita falta. Ela contou-nos que havia uma capelinha no instituto, mas foi demolida e para ir a igreja local, precisaria da autorização do juiz, o Degase está em obras e seria providencial se construíssem uma sala com oratório que fosse próprio para as orações e pudessem celebrar missas lá,o que nos recorda às palavras de Jesus, Mateus 25,36: “Estava nu, e vestistes-me; adoeci, e visitastes-me; estive na prisão, e fostes ver-me.”

Mais a frente um pouco, visitamos o Instituto das meninas menores infratoras, e fomos recebidos com um acolhimento muito gostoso. Lá as meninas demonstraram a alegria de ver a visita do mensageiro da Paz e se prepararam para receber a imagem peregrina com um lindo painel confeccionado por elas e acompanhadas pela dona Jandira que desenvolve um trabalho de artes em geral, com isso faz um trabalho integrador,”_assim como a igreja hoje,com esta visita, está integrando a presença dela no mundo,formando assim uma unidade.Esse também é o nosso desafio com essas meninas,integrá-las na sociedade para uma vida mais digna e de Paz”.

Dona Elisabete uma senhora demonstrando sua devoção e sua alegria em receber o Santo padroeiro, diz: “sinto certa tristeza em ver esses meninos e meninas daqui e fico me perguntando se eles conhecessem Deus, a palavra, se cometeriam tantos erros”.

Visitando ainda o Instituto João Rodrigues Alves, Dom Orani deixou uma mensagem que vai de encontro com essa peregrinação, São Sebastião é o mensageiro da Paz, que vem de Jesus Cristo e ao olharmos a imagem devemos ver nela, exemplo de fortaleza, de coragem, de homem de Deus, que não desanimou com nenhuma dificuldade, para testemunhar a sua Fé.
Na parte da tarde do quarto dia da Novena de São Sebastião, após o almoço na Paróquia Nossa Senhora do Loreto, a Imagem Missionária visitou diversos locais na Ilha do Governador, em todos locais visitados reafirma toda a trajetória do 4º dia da trezena: emoção, devoção e fidelidade ao exemplo de São Sebastião.

Em seguida, a imagem peregrina segue para a Paróquia São Sebastião, que atende a comunidade do morro do Dendê e Cocotá, eles esperavam a Imagem do Padroeiro com grande devoção, fogos, bandeirinhas e cânticos destinados ao santo padroeiro. D. Orani ressaltou a necessidade de busca constante de santidade e a conservância da palavra. O Pároco local, Padre Vanderlei Papinha recebeu a Imagem junto com o Vigário Paroquial, Padre Bruno. Dom Orani realizou a Celebração Missionária e falou da missão dos cristãos de evangelizar em todas as circunstâncias.
Dona Solimar estava com seu pai na cadeira de rodas e nos contou emocionadíssima que faria qualquer sacrifício para estar ali com seu pai, que há 3 anos havia sido desenganado pela medicina, pois estava com câncer,ela muito devota a São Sebastião,rogou a intercessão dele junto a Deus para dá-lhe a cura ,entre choro ela diz convicta:meu pai está curado .

Para nós da Pascom ficou guardado em nosso coração , que hoje não esmoreçamos pelas flechas da violência, da discriminação, da intolerância, da injustiça e da desigualdade e sim sejamos fortalecidos com a armadura da fé e da virtude para que exerçamos dignamente e incansavelmente nossa missão de testemunhar a Palavra de Deus que é fraternidade, amor, justiça e paz verdadeira.
Salve São Sebastião, santo que cumpriu verdadeiramente sua missão cristã em preferir perder tudo pelo Cristo Salvador!
Salve São Sebastião, grande mártir, nosso bravo e fiel padroeiro acolha sob vossa eterna proteção nossa Cidade do Rio de Janeiro.





Nenhum comentário:

Postar um comentário